Penso, penso sim senhora…

Enquanto organizava um armário cheio de livros me deparei com uma agenda escolar velha. Foi por mim utilizada no último ano do ensino médio. Logo que eu abri a agenda, vi escrito em letras garrafais “You can do anything you set your mind to.” Logo me lembrei que eu usava essa frase como um mantra pra conseguir ser tudo que eu desejava. Acho q eu tirei essa frase de alguma música do Eminem, tenho quase certeza.  (Loose yourself, maybe.)

Aí comeceia refletir sobre isso.  (Buda já chegou a essa conclusão mto antes, mas enfim.. ^^)

Qual é a importância dos nossos pensamentos?

Um pensamento nada mais é do que uma forma de processar as coisas que acontecem. O incrível é reparar como eles nos moldam. O reflexo da sua vida é como você pensa.

Vivemos presos a rótulos que nós mesmo criamos (ou que alguem criou pra nós), e passamos a acreditar nesses rótulos.

Logo, quando você sai por aí naturalmente criando rótulos do tipo “eu não sou bom em matemática” ou “eu e fulana nunca daríamos certo como casal” …você, na verdade, está criando uma barreira natural para que essas coisas nunca se concretizem.. essas definiçoes são exatamente o que te impede, de uma maneira ou de outra, de sair e tentar vivenciar aquela situação, pagar pra ver.

Não se pode beber “água”, por exemplo. No planeta existem aproximadamente 1.100 palavras para essa coisa que é a “água”… e no entanto nenhuma delas reproduz exatamente o que é agua em si. A única maneira de descobrir é experimentando.

Acho que o ideal é você se estar sempre mais aberto a vivenciar as coisas, deixar de se atrelar a experiências passadas ou a “achismos”, pois aquilo que você menos espera pode ser algo que vá te surpreender infinitamente.

Anúncios

3 Respostas

  1. Isso se encaixa bem ao que penso, principalmente quando estou refletindo sobre.
    Mas o maior desafio é levar isso pro dia-a-dia.
    Quando isso acontece conseguimos melhoras incríveis. Mesmo que as coisas não aconteçam de imediato, a postura positiva nos faz sentir melhor.

  2. Acho que o rompimento dessas barreiras muitas vezes dispostas pela própria sociedade *certamente geradas por uma casta que visa a completa dominação dos demais* é importante.
    Não digo em sair por aí barbarizando os ambientes, porém me refiro ao fato de analisarmos melhor como tudo é posto para nós, analisarmos e fazermos à nossa maneira….
    Afinal quem disse tudo isso?
    Quem disse que para sermos felizes precisamos do outro?Como as músicas bregas afirmam…” Eu te preciso lalalalalala”
    Quem disse que tudo deve-se comer de garfo e faca?
    Que tal revermos essa institucinalização das ações humanas e começarmos a criar nós mesmos uma vida mais nossa….mais real….

  3. Não é “loose” e sim “lose”.. são sentidos totalmente diferentes.. burrinha.. rssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: